Blog

5 maneiras pelas quais o Apple iOS 14 afetará seus anúncios do Facebook (e como se preparar)

É oficial. Está acontecendo. E isso afetará a forma como usamos os anúncios do Facebook.

As três novas políticas de aplicativos da Apple devem entrar em vigor em breve. Bem, nada para se surpreender aqui. O ecossistema de anúncios digitais é muito dinâmico e está sempre mudando. Quer sejam novas regulamentações governamentais ou políticas de empresas de tecnologia, as mudanças ocorreram no passado e provavelmente acontecerão novamente no futuro.

Mas, por enquanto, vamos discutir as mudanças atuais que ocorrerão devido à atualização do iOS 14.5. A Apple anunciou que, provavelmente a partir de março de 2021, fornecerá aos usuários um prompt opt-in em cada aplicativo, o que lhes permitirá escolher se consentem que sites de terceiros como o Facebook rastreiem seus dados de usuário. 

prompt de ativação para permitir que o Facebook rastreie sua atividade

Neste artigo, vamos discutir como as novas políticas da Apple afetarão os anunciantes do Facebook. E se você rolar até o fim, também encontrará várias estratégias de especialistas para garantir que sobreviverá a essa atualização mais recente.

Aqui estão algumas mudanças que você deve esperar em breve: 

1. Mudanças na publicidade de aplicativos

Em maio de 2018, a Apple apresentou um conceito chamado API ‘SKAdNetwork’. Uma das principais razões por trás desse conceito foi aumentar a privacidade dos usuários que instalaram aplicativos móveis. 

Bem, agora que é 2021, a API SKAdNetwork não é mais apenas um conceito. É uma realidade que afetará a maneira como você usa os Anúncios do Facebook. 

Daqui para frente, a API SKAdNetwork será usada pelo Facebook para publicidade de aplicativos em todos os dispositivos iOS 14, e isso restringirá, agregará ou atrasará todos os dados de eventos do aplicativo. 

Por exemplo, quando se trata de gerenciamento de campanha, os dados do evento serão restritos a um máximo de nove campanhas e cinco conjuntos de anúncios por campanha para cada conta de anúncios do Facebook. 

Além disso, a medição de aumento não estará disponível para as campanhas de instalação de aplicativos e eventos de aplicativos iOS 14. 

E por último, mas não menos importante, o relato de eventos será atrasado por até três dias após a instalação de um aplicativo.

2. Mudanças na publicidade na web móvel

A API SKAdNetwork não é a única nova criação da Apple que afetará os anunciantes. A Apple também criou o protocolo PCM (Private Click Measurement) para atribuição na web. Este protocolo contribuirá fortemente para restringir dados que empresas e plataformas podem acessar. 

Vamos entender o PCM com um exemplo.

Suponha que um usuário do iOS 14 receba um anúncio no Instagram e seja levado a um navegador da web para concluir uma compra. Agora, por causa do PCM, esse evento seria perdido e não devidamente atribuído. 

Rastrear usuários em uma localização geográfica diferente também será um desafio. Por exemplo, se um anúncio de uma empresa com sede nos Estados Unidos for exibido a um usuário na Espanha, mas for redirecionado para a versão local do site com base em sua localização, a compra não será devidamente rastreada.  

Fique tranquilo, o Facebook lançará a ferramenta Aggregated Event Management para combater esse problema. Esta ferramenta ajudará na devida atribuição de vendas caso ocorra um evento semelhante aos mencionados acima. 

3. Otimização e segmentação

Com o iOS 14.5, haverá um limite de evento de oito pixels por domínio para otimização. Isso significa que um anunciante só poderá usar no máximo oito eventos de conversão por domínio para otimização. 

Portanto, se você for um anunciante, precisará priorizar os oito eventos que são mais importantes para você. Uma coisa a notar aqui é que o limite de oito eventos está limitando apenas o número de eventos que você pode otimizar. No entanto, você ainda pode rastrear mais eventos para relatórios e criação de público. 

Resumindo, a nova atualização do iOS pode dificultar a otimização, especialmente se não houver pontos de dados suficientes. Provavelmente, essa não é uma notícia muito boa para os anunciantes de pequena escala que não têm muitos pontos de dados em comparação com os grandes players. Além disso, à medida que mais e mais pessoas atualizam seu sistema operacional para o iOS 14.5, o tamanho do público de redirecionamento também diminuirá com o tempo. 

4. Medição

A nova janela de atribuição padrão tornará a medição um pouco complicada, pois contribuirá para a subnotificação de canais orgânicos e pagos. Você também deve esperar um aumento no tráfego social escuro. (Se você não consegue se lembrar o que é ‘dark social’, é quando as pessoas compartilham conteúdo nas redes sociais de forma privada, o que torna mais difícil rastreá-lo. O tráfego escuro sempre esteve lá, mas a nova atualização do iOS pode contribuir para seu aumento.) 

Quando se trata de dados de relatórios de anúncios , haverá um atraso de três dias na exibição dos dados dos usuários do iOS 14.5. Isso ocorre por causa do protocolo PCM (Private Click Measurement) da Apple. Conforme explicado acima, o PCM pode restringir e atrasar o acesso aos dados. 

Dados limitados podem tornar a veiculação de anúncios um pouco inconveniente para os anunciantes. Por exemplo, os clientes só poderão ver algumas conversões relatadas e, infelizmente, os detalhamentos dos eventos de conversão nem existiriam. 

5. Configuração da ferramenta de gerente de negócios

Esta seção é curta e simples, mas muito importante. A interface do Facebook Business Manager terá uma mudança no design. Isso precisa ser feito porque o Facebook não pode ter uma interface separada para Android e iOS. 

Provavelmente não será ciência de foguetes e os anunciantes se acostumarão com as novas mudanças na interface do Facebook Business Manager facilmente. Por exemplo, as coisas podem mudar das configurações do Gerenciador de anúncios para o nível da campanha, ou talvez, do Gerenciador de anúncios para o Gerenciador de eventos.

Como se preparar para a atualização do iOS 14.5 de maneira proativa 

Ações a serem tomadas agora

Ação 1: verifique seus domínios com o Facebook

Quando você verifica seus domínios com o Facebook, isso significa que você está oficialmente configurado na plataforma. 

Existem várias maneiras de verificar domínios com o Facebook . Você pode adicionar uma entrada DNS TXT ao seu registro DNS e confirmar que é o proprietário de um domínio específico. Você também pode carregar um arquivo HTML fornecido pelo Facebook em seu diretório da web para fazer isso. 

Adicionar uma meta tag à seção <head> da página inicial de seu domínio também é uma maneira fácil de verificar domínios. 

Ação 2: decida quais oito eventos de conversões você acompanhará

Por causa do novo limite, você terá que escolher os oito eventos que deseja usar para rastrear as conversões e, em seguida, classificá-los no Gerenciador de eventos. Lembre-se, assim como a verificação de domínio, isso precisa ser feito pelo proprietário do pixel, não pelo parceiro. 

Confira a visão geral oficial de “eventos” do Facebook e este guia sobre como decidir quais eventos rastrear.

Ação 3: compare a relação entre a atribuição de 28 dias e 7 dias

Você deve calcular o impacto que a mudança na janela de atribuição terá em seus negócios antes que o Facebook remova a atribuição de 28 dias. Como o relatório mudará para pós-clique de 7 dias e visualização de postagem de 1 dia, você precisará manter uma conta das vendas que ocorrem dos dias 8 a 28. 

Atribuição de 28 dias x 7 dias

Fonte: Facebook

Aqui estão algumas instruções mais detalhadas sobre como adicionar janelas de comparação para mostrar a visualização e atribuição de clique.

Ações diversas

Você deve avaliar proativamente o impacto das mudanças de segmentação e otimização em suas campanhas. Além disso, certifique-se de que a correspondência automática avançada esteja ativada no Gerenciador de eventos. 

Finalmente, para entender o verdadeiro impacto dos anúncios do Facebook e Instagram em seu funil de vendas, você deve instalar uma ferramenta de pesquisa de atribuição pós-compra, como Prove It Post-Purchase Surveys . Isso o ajudará a coletar dados e feedback de clientes voluntariamente – sem depender de cookies.

Ações a serem tomadas mais tarde

Ação 1: Foco em alianças estratégicas com produtos de dados inovadores  

Você deve usar produtos como ‘salas limpas’, que fornecem aos anunciantes privacidade e acesso seguro aos dados com eventos vinculados a vários IDs de usuário para gerenciamento de ID. Alguns exemplos desses produtos incluem, mas não estão limitados a, Google Ads Data Hub, Facebook Advanced Analytics, Adobe Experience Platform e Amazon Marketing Cloud.

Ação 2: Encontre alternativas para o rastreamento de cookies

Se você é um parceiro de marketing, ainda pode facilitar o redirecionamento usando qualquer número de identificadores específicos do usuário para direcionar indivíduos, como endereços de e-mail, números de telefone etc. 

Para aumentar o volume de IDs persistentes, você deve encorajar o login no site por meio de experiências de autenticação aprimoradas ou oferecendo incentivos para que os consumidores façam login. 

Ação 3: desenvolver estratégias de “troca de valor” 

Conforme explicado brevemente no ponto anterior, você pode oferecer incentivos aos clientes para compartilhar seus dados por meio de estratégias de “troca de valor”. Essa é uma ótima maneira de aumentar os dados próprios de uma marca

Uma pesquisa da Accenture de 2019 descobriu que 71% dos 8.000 entrevistados acreditavam que a marca havia se comunicado de uma forma muito pessoal. No entanto, impressionantes 93% disseram que é importante que todas as interações que eles têm com a marca sejam excelentes. 

Para oferecer experiências excelentes, as marcas precisam se aprofundar na psique de seus consumidores – e muitos dados são necessários para realmente entendê-los. Portanto, use estratégias de troca de valor para coletar dados e usá-los a seu favor. 

Ações diversas

Para sobreviver às novas mudanças, você deve tornar a governança de dados uma prioridade. 

Para fazer isso, você deve garantir que os dados coletados e armazenados tenham o consentimento do usuário adequado e possam ser aproveitados de forma adequada para fins de execução de mídia. 

Você também deve implementar a API de conversão para garantir que os eventos sejam passados ​​de volta para o Facebook diretamente do servidor – não apenas do pixel. 

Se você usa o Shopify, deve configurar o aplicativo de canal de vendas do Facebook . É muito fácil de configurar. Simplesmente conecte sua conta do Facebook e veja todos os seus produtos sincronizarem automaticamente. Isso tornará conveniente para você promovê-los no Facebook ou Instagram.

Abrir Chat >>
1
Precisa de Ajuda?
Olá,

Como Podemos Ajudar?